PBA FM 87,9
Publicidade
PARANAIBA/MS
Min.
Máx.
Putin fala em 'caos' mundial se Ocidente voltar a atacar Síria
15/04/2018

Presidente russo fez a afirmação em conversa com o presidente do Irã,  Hassan Rouhani, que disse que EUA não querem a estabilidade na Síria; os 2 países são aliados do regime de Bashar al-Assad. O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou neste domingo (15) que mais ataques ocidentais contra a Síria trariam o caos aos assuntos mundiais. Vladimir Putin, que deve ser reeleito este mês, foi entrevistado em um documentário de duas horas Reuters Putin fez as declarações em uma conversa por telefone com seu colega iraniano, Hassan Rouhani, depois que os Estados Unidos, a França e o Reino Unido lançaram mísseis contra a Síria no sábado, por suspeita de um ataque com gás venenoso. Em comunicado, o Kremlin disse que Putin e Rouhani concordaram que as ações ocidentais prejudicaram as chances de se chegar a uma solução política para o conflito de sete anos que já matou pelo menos meio milhão de pessoas. "Vladimir Putin, em particular, enfatizou que, se tais ações cometidas em violação à Carta da ONU continuarem, isso inevitavelmente levará ao caos nas relações internacionais", diz o texto. Os mísseis atingiram o coração do programa de armas químicas da Síria, disse Washington, em retaliação a um suspeito ataque com gás venenoso há uma semana. Os três países insistiram que o ataques não visavam derrubar o presidente Bashar al-Assad ou intervir no conflito. Céu de Damasco se ilumina durante ofensiva dos EUA na Síria nas primeiras horas do dia 14 de abril AP Photo/Hassan Ammar Os atentados, saudados pelo presidente dos EUA, Donald Trump como um sucesso, mas denunciados por Damasco e seus aliados como um ato de agressão, marcaram a maior intervenção dos países ocidentais contra Assad e a Rússia. Os ataques foram considerados pelo ministro russo das Relações Exteriores, Sergei Lavrov, "inaceitáveis ​​e sem lei". Os comentários de Putin foram publicados logo após o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Ryabkov, divulgar uma nota mais conciliatória dizendo que Moscou faria todos os esforços para melhorar as relações políticas com o Ocidente. EUA, Reino Unido e França bombardeiam alvos na Síria Arte / G1 'Agressão' Segundo o comunicado da presidência iraniana, Hassan Rohani disse na conversa que "os Estados Unidos e alguns países ocidentais não querem estabilidade na Síria" e que os bombardeios de ontem contra este país árabe não devem ficar impunes. Ele classificou o ataque conjunto como "um ato de agressão para levantar o espírito dos terroristas". "Se a agressão e a violação flagrante das leis internacionais são feitas facilmente e sem pagar nenhum preço, seremos testemunhas de instabilidade em nível internacional e regional", advertiu. Neste domingo, foram registrados protestos contra o ataque conjunto à Síria em países aliados do regime de Bashar al-Assad, como Iraque e Turquia. Protesto contra os ataques à Síria em frente ao consulado francês em Istambul, na Turquia Kemal Aslan/Reuters *Com Reuters e EFE Initial plugin text
Fonte: G1
GIL FABIANO - PROGRAMA SHOW DA ALEGRIA
07:30 as 10:59
Publicidade
Peça a sua música!
Envie seu Pedido Musical preenchendo todos os dados abaixo:
Atendimento
AV. CORONEL GUSTAVO RODRIGUES DA SILVA N. 1770 - PARANAIBA/MS
Ligue agora
(67) 3668-4457
Horário de atendimento
08:00 AS 18:00 HS